Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Relatório Anual 2012

A segurança e a qualidade de vida dos colaboradores constituem um dos princípios de negócios da CPFL Energia, que atua permanentemente para minimizar riscos associados às suas atividades e assegurar a integridade e o bem-estar das pessoas. As ações preventivas de saúde e segurança, promovidas pelas áreas de Engenharia de Segurança, Medicina do Trabalho e Qualidade de Vida das empresas, vão além do previsto na legislação e constituem uma referência de melhores práticas no setor elétrico, abrangendo inclusive o assessoramento das empresas contratadas, visando melhorar a segurança dos trabalhadores terceirizados. 
 
A conscientização para prevenir acidentes é o objetivo de uma série de ações do pilar de segurança do Programa Qualidade de Vida. Entre elas, destacam-se os treinamentos, o diálogo semanal ou diário de segurança, o programa de prevenção de riscos ocupacionais e o uso de equipamentos de proteção individual (EPI) e de proteção coletiva (EPC).
 
Para os colaboradores próprios, são oferecidos anualmente exames laboratoriais, a fim de detectar doenças crônicas e fornecer indicadores importantes para o planejamento de campanhas preventivas de saúde. A companhia estimula os integrantes das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes a conscientizarem colaboradores por meio da disseminação de práticas de segurança, de hábitos saudáveis e de promoção da qualidade de vida com a realização de treinamentos, palestras e workshops, entre outras ações.  
 
Todos esses esforços contribuem ainda para a redução de custos, uma vez que mitigam o risco operacional relacionado ao trabalho, medido pelos índices Riscos Ambientais do Trabalho e Fator Acidentário de Prevenção. Esses índices, por sua vez, determinam a alíquota devida pela empresa ao sistema previdenciário: quanto maior o risco da atividade econômica, maior é a alíquota. A CPFL Energia vem reduzindo o valor pago nesse tributo desde 2010, tendo economizado em 2012 R$ 912.525.
 
 
Representação em comitês de segurança e saúde  
 
 
GRILA6.jpg
 
As Comissões Internas de Prevenção de Acidentes das empresas do Grupo CPFL Energia têm participação ativa nos programas de segurança e saúde ocupacional.
 
A CPFL Energia conta com a atuação de 49 Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (Cipas) em um total de 383 membros nas seguintes empresas: CPFL Paulista, CPFL Piratininga, RGE, CPFL Santa Cruz, CPFL Brasil, CPFL Geração, CPFL Jaguari, CPFL Mococa, CPFL Leste Paulista, CPFL Sul Paulista, CPFL Atente (Ourinhos e Araraquara), CPFL Serviços e Nect.
 
As Cipas da CPFL Energia realizaram 1.728 reuniões ordinárias (entre 2010 e 2012) e 3 extraordinárias.
 
Na CPFL, o acordo coletivo de trabalho prevê, além da Cipa, uma comissão específica para tratar de assuntos de saúde e segurança operacional.
 
Na Usina Barra Grande (BAESA) não existe comitê formal relacionado à área de saúde e segurança. No sistema de gestão ambiental, uma equipe de melhoria contínua participa de levantamentos e fiscalização e auxilia na administração e construção de normas e programas que podem direta ou indiretamente impactar em aspectos de saúde e segurança interna. O Programa Sol (Segurança, Ordenação e Limpeza) também tem objetivos voltados para esses aspectos.
 
Nas Usinas Ceran, a Cipa está presente na Usina Monte Claro e mantém um representante nas demais usinas e na sede. Além disso, um líder de gestão de saúde e segurança operacional no Sistema de Gestão Integrado interage com todos os gestores e trabalhadores em assuntos de segurança e saúde. A empresa também conta com uma brigada de emergência com 22 participantes. Todos os trabalhadores estão representados em comitês formais de segurança e saúde.
 
Além da Cipa, os colaboradores das Usinas Foz do Chapecó contam com um técnico de segurança de trabalho que interage com todos os trabalhadores em assuntos de segurança e saúde. A empresa também possui brigada de emergência com dez participantes. Todos os trabalhadores estão representados em comitês formais de segurança e saúde.
 
A CPFL Renováveis mantém o Comitê Interno de Segurança e Saúde Ocupacional (Cisso), que se reúne todos os meses nas diversas frentes da empresa (obras, administrativo e operação). Participam do Cisso representantes dos empregados e terceirizados. A empresa mantém também o Comitê do Sistema de Gestão Integrado, além das Cipas em número compatível com o grau de risco das atividades e negócios desenvolvidos pelas empresas.
 
 
Lesões, doenças ocupacionais e óbitos relacionados ao trabalho
 
 
GRILA7.jpg 
 
6.3.1.3. Saúde e segurança _ esquema.jpg 
  
*Jaguariúna considera as empresas CPFL Jaguari, Sul Paulista, Leste Paulista e Mococa.
 

 Taxa de frequência: representa a quantidade de acidentados em relação a um milhão de homem/horas trabalhadas (106 x número total de acidentados dividido pelo total de homem/hora trabalhada).

 

 Taxa de gravidade: representa o quão grave foi a lesão, ou seja, o "tempo não produtivo" em relação a um milhão de homem/hora trabalhadas (106 x total de dias perdidos + total de dias debitados dividido pelo total de homem/hora trabalhada.)

 

A condição de saúde é acompanhada pelos resultados obtidos nos examrs periódicos (PCMSO).

 
 
Demais empresas
 
Em 2012, não houve registro de doenças ocupacionais e óbitos relacionados ao trabalho nas empresas CPFL Renováveis, Usinas Ceran, Campos Novos (Enercan), Barra Grande (BAESA) e Foz do Chapecó. Na CPFL Renováveis houve o registro de um acidente sem afastamento. Em Foz do Chapecó, a taxa de lesões ficou em 1,8%.
 
Foram registrados em 2012 dois acidentes de trabalho na Usina 14 de Julho (Ceran): um com empregado (técnico mecânico) durante atividade de retirada de comporta ensecadeira, e o outro, com trabalhador terceirizado da equipe de vigilância. Na Foz do Chapecó houve três acidentes de trabalho com colaborador da empresa e um acidente com empregado terceirizado.
 
Cláusulas de segurança e saúde nos acordos coletivos
 
GRILA9.jpg

CPFL
 
Todas as empresas têm cláusulas de saúde e segurança em seus respectivos acordos.
 
Usinas Ceran e Foz do Chapecó
 
O Acordo Coletivo contempla itens de assistência médica e odontológica, alimentação, transporte, seguro de vida, entre outros.
 
A Usina Foz de Chapecó pretende obter certificação em 2013 e iniciou em 2012 a preparação para a implantação do Sistema de Gestão Integrado (SGI). A BAESA está certificada pela OHSAS 18001, e a Enercan está com o sistema implantado com auditoria de certificação prevista para 2013.
 
CPFL Renováveis
 
O Acordo Coletivo prevê seguro saúde e assistência médica gratuitos para todos os empregados e dependentes. A empresa mantém ainda o Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional, certificado pela norma OHSAS 18001, que avalia todos os riscos ocupacionais possíveis para os colaboradores. Na ocorrência de acidentes ou incidentes, é iniciado imediatamente um processo de análise do evento para implementar ações corretivas e preventivas.
 
Programa Qualidade de Vida  
 
GRILA8.jpg
 
O Programa de Qualidade de Vida da CPFL Energia oferece uma série de atividades destinadas a promover o bem-estar físico, mental e emocional dos colaboradores, com destaque para as ações de promoção da saúde, prevenção de doenças, controle de riscos no ambiente de trabalho e prevenção de acidentes.
 
As ações de promoção da saúde emocional incluem sessões de cinemas, palestras nas Semanas Internas de Prevenção de Acidentes e o Programa Fale Comigo, que prevê apoio psicológico, financeiro, jurídico e social aos colaboradores.
 
A companhia também incentiva a participação em campanhas de prevenção de sangue, programas de atividade física e competições esportivas, além das ações de promoção da saúde, como exames médicos periódicos, vacinações e assistências médica e odontológica.
 
Mais informações sobre o programa estão disponíveis em: www.cpfl.com.br/qvida/
 
Nas Usinas Ceran e Foz do Chapecó, a Cipa promove palestras sobre temas relacionados à saúde, como doenças sexualmente transmissíveis (DST) e preservação auditiva.